imagem-materia-pag03-box
Imagem da Padroeira do Brasil nos Jardins do Vaticano

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil instituiu, no dia 12 de outubro, um Ano Jubilar Mariano. O acontecimento, que teve início com a inauguração do novo Campanário do Santuário Nacional, em Aparecida, se deve à comemoração dos 300 anos desde que a imagem de Nossa Senhora Aparecida foi encontrada nas águas do rio Paraíba do Sul.

Dom Sérgio da Rocha, arcebispo de Brasília e presidente da CNBB, afirmou que esse será um tempo de graça e convidou toda a população a se voltar para Nossa Senhora: “É um ano para celebrar, para comemorar, para louvar a Deus, mas também para reaprender com Nossa Senhora como seguir Jesus Cristo, como ser cristão hoje”.

O arcebispo de Aparecida, Dom Raymundo Damasceno, falou da importância desse acontecimento, “que não é somente histórico; a devoção a Nossa Senhora Aparecida faz parte da história do Brasil, mas também de fé”. E enfatizou que “Maria sempre foi uma porta aberta ao conhecimento de Jesus; é o modelo de seguimento de Cristo, dos valores humanos que marcam a identidade religiosa do povo”.

O Ano Nacional Mariano é a oportunidade de um conhecimento maior sobre quem é Nossa Senhora e a sua importância para a construção de uma vida de fé. As virtudes de Maria levam à reflexão de como devemos ser parecidos com Ela, para que sejamos mais parecidos com Jesus.

Nas Bodas de Caná, Nossa Senhora intervém em favor dos noivos. É assim até hoje: Maria é aquela que observa quando o vinho está no fim e, com docilidade, leva o fato ao conhecimento de Seu Filho. Refletir sobre Maria e com Maria nos aproxima mais de Deus. Foi através Dela que Jesus veio ao mundo para a Sua missão. Isso faz de Maria Santíssima partícipe do plano de Salvação de Deus. O ano, que terá seu encerramento no dia 11 de outubro de 2017, será um tempo de verdadeira conversão ao amor da Mãe do Senhor Jesus.

Esse tempo certamente fará crescer ainda mais o fervor dessa devoção e a alegria em fazer tudo o que Ele disser (cf. Jo 2,5).

 

Foi Inaugurada no dia 3 de setembro, nos  Jardins do Vaticano, uma imagem da Padroeira do Brasil.   Uma barca onde estão as figuras de três pescadores e, saindo dessa barca, uma rede feita de peixes. Sobre a rede, está a imagem de Nossa Senhora Aparecida. Um pouco, simbolicamente, o que foi a aparição de Nossa Senhora, cuja imagem foi recolhida pelos pescadores do fundo do Rio Paraíba.

Nossa Paróquia também comemora seu jubileu. Há 50 anos atrás nascia a comunidade de Nossa Senhora de Fátima-RTS, em Todos os Santos.

Este ano, paralelo às comemorações do  centenário das aparições em Fátima e as festividades dos 300 anos  do encontro da  imagem de  Nossa Senhora  em Aparecida, celebraremos o ano Jubilar homenageando a  Mãe de Deus  com todas as honras que lhes são devida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *