Advento, a alegria da espera

O novo ano litúrgico que se inicia nos convida a renovar a esperança em nossos corações.

O tempo do Advento, que começa no dia 2 de dezembro, é propício para esse mover de alegria que nutre nossas almas com a proximidade do Natal, que nos traz o Emanuel, Deus conosco. Ele, que se fez homem por obediência e amor, renova nossas expectativas quando, olhando para o presépio, contemplamos a imagem do pequeno menino deitado na manjedoura, cujo ventre de Maria abrigou e os braços de José acalentou. Ele, que ao se fazer homem escolheu se tornar como um de nós, exceto no pecado, resumiu todo o amor contido no coração do Pai.   O Catecismo da Igreja Católica nos diz: “O acontecimento único e singular da encarnação do Filho de Deus não significa que Jesus Cristo seja em parte Deus e em parte homem, nem que Ele seja o resultado da mescla confusa entre o divino e o humano. Ele se fez verdadeiramente homem, permanecendo verdadeiro Deus. Jesus Cristo é verdadeiro Deus e verdadeiro homem”. (§ 464).

Que nossos corações estejam sempre abertos ao mover de Deus, que misteriosamente se faz presente no meio de nós. Que a Novena de Natal nos leve a um verdadeiro encontro com Cristo, e o nosso caminhar seja um renovado vigor espiritual, onde nossas ações sejam fecundas no mover da fé e da esperança na vida do outro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *