YOUCAT – PODEMOS DESCOBRIR A EXISTÊNCIA DE DEUS COM A NOSSA RAZÃO?

Descobrir a Deus, que também se revela a Nós!

A mais nobre força do ser humano é a razão. A mais alta meta da razão é o conhecimento de Deus.” – Santo Alberto Magno O.P., Doutor da Igreja

Muitas vezes nos perguntamos: por que há pessoas que negam a Deus, já que Ele pode ser descoberto pela razão?

Descobrir a Deus invisível é um grande desafio para o nosso espírito, o espírito humano. Perante isso, muitos recuam de medo, havendo também aqueles que não querem descobrir a Deus, justamente por ter que mudar de vida.

O Venerável Papa Pio XII, em sua encíclica Humani Generis, já falava sobre isso: “Por isso há pessoas que, nestes assuntos, se convencem de que é falso ou duvidoso aquilo com que não querem concordar”.

Mas Deus poderia de alguma forma abarcar-se em conceitos? Podemos então falar razoavelmente d’Ele? E por que Ele teve se Se revelar para sabermos como Ele é?

Nós, seres humanos, somos limitados enquanto Deus é de uma infinita grandeza, que nunca se ajuste aos nossos conceitos, mas podemos falar acertadamente sobre Ele. Para isso, precisamos utilizar de imagens imperfeitas e noções limitadas, tendo noção de que a nossa linguagem não está à altura da grandeza de Deus. Desse modo, temos continuamente buscar melhorar e purificar as nossas falas e discurso sobre Ele.

Assim, Deus teve de se revelar a nós, fazendo isso por amor. Podemos alcançar racionalmente a existência de Deus, mas não como Ele realmente é, logo, Deus se revela para que o conheçamos. Tal como no amor humano, só podemos conhecer algo de quem amamos quando essa pessoa nos abre o coração, assim, só conhecemos os mais íntimos pensamentos de Deus porque Ele, em toda sua eternidade e mistério, se abriu a nós por amor.

Podemos perceber isso desde a criação, passando pelos patriarcas e profetas, até a definitiva revelação de Deus em Seu Filho Jesus Cristo. Nesse caminho, Deus se comunicou continuamente com a humanidade. Em Jesus, ele verteu-nos o coração e tornou-nos claro o seu Ser mais íntimo. Assim, a Revelação é justamente Deus, que se abre, se mostra, e fala ao mundo por livre vontade. É Deus que se deixa conhecer e quer se conhecido por cada um de nós, que o buscam sem cessar.

YOUCAT – Porque procuramos Deus? Podemos descobrir sua existência com a nossa razão?

Santo Agostinho dizia: “Tu criaste-nos e o nosso coração está irrequieto até encontrar o descanso em Ti”.

Esse desejo em nós de procurá-Lo e encontrá-Lo vem de Deus mesmo, Ele colocou essa sede em nosso coração. A esse desejo damos o nome de “Religião”.

É próprio da natureza humana o anseio pela verdade e felicidade. É, sem dúvida, uma busca daquilo que a sustenta, que a satisfaz e a torna útil absolutamente. Somente quando se encontra Deus é que uma pessoa se encontra consigo mesma. Santa Edith Stein afirmava: “Quem procura a verdade procura Deus, seja isso evidente ou não para ela”.

É evidente que podemos, com a nossa razão, descobrir Deus. O mundo não pode ter origem nem fim em si mesmo. É preciso enxergar além do que se vê. Em tudo que é, que existe devemos ter um olhar mais minucioso, mais zeloso. A ordem, a beleza e o desenvolvimento, tudo isso nos remete para Deus.

Cada pessoa humana está aberta ao Verdadeiro, ao Bom e ao Belo. Ela ouve a voz da  consciência que a adverte do mal e que a impele para o bem. Quem segue esta pista encontra Deus.

Procure observar os sinais de Deus, eles são constantes. Siga essa pista e você encontrará  Deus

YOUCAT – CATECISMO JOVEM DA IGREJA CATÓLICA

Jovem, talvez o maior desafio que você pode encontrar hoje é, diante das adversidades do mundo, ser e fazer a diferença. Proclamar a fé que você professa é ser o sal da terra e a luz do mundo. Por que, então, não ser assim? É isso que Jesus espera de cada um. E então? Seja corajoso(a) e assuma a sua identidade de Batizado(a) e faça a diferença. Veja o que Jesus diz: “Vós sois o sal da terra. Se o sal perde o sabor, com que lhe será restituído o sabor? Para nada mais serve senão para ser lançado fora e calcado pelos homens. Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade situa­da sobre uma montanha nem se acende uma luz para colocá-la debaixo do alqueire, mas sim para colocá-la sobre o candeeiro, a fim de que brilhe a todos os que estão em casa. Assim, brilhe vossa luz dian­te dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem vosso Pai que está nos céus.” (Mt 5, 13-16).

Deixem que resplandeça a luz que emana de vocês. O vigor de que o mundo precisa está no seu coração. Jovens, conheçam sua fé, leiam, estudem, proclamem. Essa luz que insiste em brilhar em vocês não pode ser escondida, ela precisa estar no alto, para que tantos quantos encontrem você sejam iluminados por ela.

 “O Youcat, Catecismo jovem da Igreja Católica, é um catecismo escrito especificamente para os jovens, com uma linguagem atual, imagens, frases bíblicas e textos complementares que chamarão sua atenção para os ensinamentos da Igreja Católica.” Ele vem responder perguntas que, talvez até hoje, estejam guardadas em seu coração e por isso você ainda não despertou para a grandeza do amor de Deus e para aquilo que você é como filho de Deus.

O Papa emérito Bento XVI diz: “Estudai o catecismo! Esse é o desejo do meu coração. Estudai o catecismo com paixão e perseverança! Para isso, sacrificai tempo! Estudai-o no silêncio do vosso quarto, lede-o enquanto casal, se estiverdes namorando, formai grupos de estudo e redes sociais, partilhai-o entre vós na internet! Tendes de saber em que credes. Tendes de estar enraizados na Fé ainda mais profundamente que a geração dos vossos pais, para enfrentar os desafios e as tentações deste tempo com força e determinação”.

Pois então, beba dessa fonte!

Refletindo e aprendendo

Por que estamos no mundo e por que Deus nos criou?

Bem, estamos no mundo para conhecer e amar a Deus, para fazer o bem segundo a Sua vontade e um dia ir para o céu. Ele nos criou por livre e desinteressado amor.

Ser pessoa humana significa vir de Deus e ir para Deus. Nós viemos de Deus, do qual emana toda a felicidade do céu e da terra e somos esperados na Sua eterna e ilimitada bem-aventurança. Vivemos em um mundo atribulado, onde nem sempre sentimos a Sua presença. Entretanto, para nos ajudar a encontrar o caminho de casa é que Ele nos enviou Seu único Filho para nos libertar do pecado. Ele nos salvou de todo o mal e nos conduz sem nenhuma dúvida à verdadeira Vida. Ele é “o Caminho, a Verdade e a Vida”.  “Senhor, não sabemos para onde vais. Como podemos conhecer o caminho? Jesus lhe respondeu: Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.” (Jo 14, 5-6)

E por que Ele nos criou? Criou-nos por livre e desinteressado amor. Podemos pensar Deus de um modo humano. Como assim? Quando uma pessoa ama, seu coração está tão cheio que transborda e ela quer partilhar essa alegria com todos. Assim é nosso Deus, ele nos criou a partir do “excesso” de Seu amor. Ele queria partilhar a Sua infinita alegria conosco, criaturas do Seu amor.

Na próxima partilha, vamos refletir sobre por que procuramos Deus e como podemos descobri-Lo com a nossa razão.

Fique atento!:)